Início

 > Projectos realizados recentemente

Ilustração do conteúdo

Consulta rápida (ir para ...)


  • Projectos realizados recentemente mais
  • Projectos a realizar a curto e médio prazo mais
 

Projectos realizados recentemente


Alargamento do CAO “Vida Viva”.



Para responder à crescente procura da CEDEMA por parte de familiares de pessoas portadoras de deficiência e à necessidade de alargamento do espaço dedicado às actividades criativas do CAO, solicitamos à C.M.L. a cedência de mais uma loja (aluguer), em tosco, com 100m2, contígua ao CAO para alargamento deste, permitindo assim a admissão de mais 10 a 15 utentes. Para financiamento das obras de acabamento, adaptação e equipamento da loja, recebemos €50.000,00 da Fundação EDP através do programa EDP Solidária.

Nova Sede



Para racionalização e optimização de custos de funcionamento e de recursos humanos, solicitámos à C.M.L. mais 2 pequenas lojas contíguas ao CAO para transferência da Sede.
Graças a um Mecenas as lojas foram acabadas e adaptadas à função, pois também elas estavam em tosco. Mudámos em Setembro de 2009.



Projectos a realizar a curto e médio prazo


Lar TELHADINHO


Em Fevereiro de 2010, início das obras do Lar Telhadinho sito na Rua das Fontainhas, Freguesia de Famões, Concelho de Odivelas, com capacidade para 24 utentes em Lar, 10 em Residências Autónomas e 20 em Centro de Dia. O projecto encontra-se em fase final de adjudicação ao empreiteiro. Para financiamento da construção deste equipamento, orçamentada em €1.567.000,00, candidatou-se a CEDEMA ao Programa PARES da Segurança Social.
Aprovada a candidatura, serão os custos de construção comparticipados com €813.137,00 (investimento elegível publico) pelo PARES, sendo a CEDEMA responsável pelo restante investimento €753.863,00.

Em termos de intervenção social, estará sempre presente uma filosofia de integração com o meio envolvente, proporcionando a utilização de alguns dos equipamentos aos residentes locais, nomeadamente a área de saúde, lúdica e o Centro de Dia.

Equipamento de Reabilitação e Polidesportivo


Elaboração durante o ano de 2010 do Projecto de Arquitectura e eventuais candidaturas a fontes de financiamento.

O projecto contempla gabinetes médicos, salas de fisioterapia e reabilitação, pequena piscina e polidesportivo.


Grupo de Teatro


Criação de um grupo de teatro, com peças de função didáctica, no qual os actores são pessoas portadoras de deficiência mental. A representação far-se-á em salas de espectáculo (dirigido á população geral) ou em escolas (dirigido às crianças e jovens), como forma de divulgação das capacidades destas pessoas e de sensibilização da comunidade para problemas humanitários ou ambientais.

Projecto Oficina das Artes – Mentes diferentes, criações únicas


O presente projecto iniciou-se com o CAO “Vida Viva”, com os utentes com maior dificuldade de aprendizagem e de execução, dentro da filosofia de que todos são potenciais artistas e de que de tudo se pode fazer arte. Dinamizado e monitorizado por uma criativa artística e uma animadora cultural, ocupa o espaço recentemente adaptado com o apoio da Fundação EDP, na loja sita na zona 2 A da Ameixoeira, lote 7, loja B, 1750 Lisboa, cedida pela Câmara Municipal de Lisboa, em bruto. Aqui se faz cerâmica, trabalhos manuais, acessórios de moda, cenários para a peça de teatro e guarda – roupa. Criatividade? É com eles.

Projecto ASAS – Arte Sem Amarras


Este projecto tem o objectivo de sensibilizar, ensinar e formar jovens portadores de deficiência mental mais ligeira para uma vida artística profissionalizante, na área da cerâmica.
Produz peças com desenhos elaborados pelos utentes e pode reproduzir os desenhos que se quiser, por encomenda ou para servir objectivos específicos.
Tem um grau de exigência maior em termos de perfeição e técnicas com o intuito de, futuramente, se virem a colocar as peças no mercado.
Uma das preocupações da CEDEMA, tem sido a inserção social e laboral dos utentes, mantendo-os numa ocupação tão útil como possível, segundo as suas capacidades, tendo sempre em vista a sua plena inclusão e autonomia.

Neste âmbito foi criado o Projecto “Asas” - Arte sem Amarras que teve inicio em fase experimental (pré formação) em Janeiro de 2004, integrado no Centro de Actividades Ocupacionais (CAO) - “Projecto Vida Viva”.

Participaram já onze utentes, portadores de deficiência mental, sendo um dele também deficiente auditivo. Tem-se vindo a trabalhar algumas dificuldades associadas ao perfil desta população tais como: problemas de coordenação ao nível do movimento fino, dificuldades de memorização e concentração, atitude passiva, baixam nível de auto- estima e frustração por não conseguirem atingir os objectivos.

Actualmente este grupo apresenta já uma tranquilidade e equilíbrio emocional, uma atitude crítica social e artística, satisfação e auto-estima, comunicação e maturidade nas relações pessoais, respeito pelas regras e um desejo constante de atingir os objectivos propostos. Durante este período de pré formação, os utentes com os conhecimentos adquiridos criaram linhas de peças utilitárias e decorativas.

Nesta unidade estão integrados os utentes que passaram a fase de pré formação onde adquiriram procedimentos e técnicas de saber fazer. Poderão ainda obter um vasto conhecimento teórico, prático, histórico-cultural, artístico e criativo, proporcionando um desenvolvimento integral a nível sensorial, emocional, cognitivo e sócio cultural.

Estas competências, aliadas à autonomia de transportes, são as ferramentas chave para se tornarem bons profissionais, dando-lhes desta forma um objectivo às suas vidas, bem como desenvolvimento de autonomia e futura remuneração financeira.

Do mesmo modo os conteúdos da formação e as técnicas /procedimentos laborais na execução de peças, são sempre adaptadas de acordo com as capacidades específicas de cada utente.

A formação será constante devido às características exigidas em cada encomenda e o aparecimento de novos produtos no mercado.


Sala de Snoezelen


O presente projecto visa a construção de uma sala de Snoezelen, no Centro de Actividades Ocupacionais, na zona 2 A da Ameixoeira lote 6 loja A e B – 1750 Lisboa, com o objectivo de desenvolver actividades e exercícios terapêuticos de estimulação e relaxamento adequados à população portadora de deficiência mental profunda, conseguindo-se com este tipo de sessões, elevados benefícios no comportamento estereotipado destes utentes, quer a nível de saúde como de bem-estar através da resolução de crises, criando a oportunidade de usufruírem da sua vida social e melhorando o seu desempenho em todas as outras actividades.

O Snoezelen é uma técnica de reabilitação, originária da Holanda, a qual é praticada num ambiente especial, consistindo numa sala completamente escurecida e insonorizada através de almofadas murais e que tem como base um colchão de água vibratório, onde o utente permanece com o técnico, observando ou interagindo com equipamentos de luz negra especialmente criados para recriar sensações e estímulos sensoriais diversos.

A pessoa portadora de deficiência mental possui características próprias, tais como: problemas de concentração, ansiedade, coordenação, de equilíbrio, de elevado grau de instabilidade e ansiedade. São indivíduos que desistem rapidamente devido ao seu baixo nível de auto-estima, apresentando uma baixa tolerância à frustração e tendo dificuldades de memorização e de concentração.

As sessões corresponderão às necessidades e capacidades individuais de cada utente, através de acompanhamento técnico adequado, aumentando as suas potencialidades a nível motor, emocional e social.

Esta técnica de reabilitação facilita a comunicação entre o utente e o meio bem como com o parceiro nas descobertas de novos estímulos sensoriais, identificando-se como um factor muito positivo para o desenvolvimento desta população, que é caracterizada por uma difícil relação interpessoal e comunicativa, assim como no processamento das emoções e da informação adquirida pelas suas experiências.




[fim da página]